Jogador Nº 1 (Ernest Cline)

“Você tem muito a aprender se acredita merecer um lugar entre os ganhadores.”
- Jogador Nº 1.


Jogador Nº 1 se passa no ano de 2045, onde o mundo passa por fome, guerras e altas taxas de desemprego, levando as pessoas a ficarem conectadas *24 horas por dia* ao OASIS. Um sistema -  utópico - global de imersão 3D, onde permite os usuários serem o que, e quem, quiserem. Além de ter uma variedade enorme de mundos, inspirados em filmes, videogames e cultura pop dos anos 1980, esperando para serem explorados por pessoas do mundo inteiro. Com o falecimento de James Halliday, milionário e criador do OASIS *apenas* vem uma competição lançada pelo mesmo. Uma série de Easter-Eggs estão escondidos por todo o universo de OASIS. E premiará com a fortuna de James,  e também poder sobre a sua empresa, aquele que desvendá-los.



Okay, acho bom que li Jogador Nº 1 depois de assistir o filme, pois com certeza passaria o filme todo falando: "NÃO FOI ASSIM QUE ACONTECEU NO LIVRO" (iria acabar sendo expulsa da sala do cinema). Com isso, após a leitura de Jogador Nº 1, fiquei meio triste, por o filme não ser muito fiel ao livro. Claro, claro, o filme é um passa-tempo ótimo, lotado de referências, afinal, Steven Spielberg é incrível - mestre das produções cinematográficas - mas é fato que tanto no livro como na adaptação para os cinemas eu definitivamente fiquei apaixonada pela enredo e também - como fã de carteirinha de romances - amei acompanhar o casal Art3mis e Parzival, coraçõezinhos de 8 bits para os dois.

“Estou apaixonado por sua mente… Pela pessoa que você é. Não me importo nem um pouco com o lado de fora.”- Jogador Nº 1.

É muito bom ver o crescimento dos personagens de Ernest, desde o James Halliday  que fez de tudo para as pessoas se interessarem por seus gostos, como criar a competição para que apenas uma pessoa realmente fã de cultura pop pudesse vencer, até o amadurecimento do Wade. Uma leitura prazerosa, que se torna compulsiva e deixa o gostinho de "quero mais". Jogador Nº 1 é uma história de superação, amizade, amor e lealdade. Com pitadas generosas de humor e nerdices infinitas.


Informações bibliográficas
Autor: Ernest Cline
Editora: LeYa
Numero de págs.: 462
Título original: Ready Player One

“Você não é antissocial? Não! Talvez. Está bem, sim, sou. Mas tenho hábitos excelentes de higiene.” - Jogador Nº 1.

Comentários

  1. Quero muito assistir esse filme! Adorei seu blog!
    Dá uma olhada no meu e me diz o que achou.
    Um beijo!
    www.somethingnewgabi.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii! Fico feliz que gostou <3 <3 Assista o filme sim, vale muito a pena! Vou conferir teu blog agora mesmo <3

      Excluir

Postar um comentário